terça-feira, 11 de maio de 2010

Antes só?



No fundo em cada mulher há um quê de essência sonhadora.
E como uma faísca num palheiro e apenas um leve sopro,
inexplicavelmente pegamos fogo. E eis que cresce (ou volta)
o maldito desejo de que seja "aquele" o nosso homem encantado.
Aquele das histórinhas de Cinderela, daquele livrinho que
nossa própria mãe nos presenteia, nos alimentando desde criança o sonho
de que ele, o principe, há de um dia nos encontrar!
Decepção nos presenteia aprendizado.
Experiência nem sempre nos serve de auto defesa,
mas quem sabe, também, para encontrarmos uma forma melhor de lidar
com o mesmo problema novamente (que talvez seja uma realidade imutável)
afim de machucar menos nossa alma e coração que são o alvo
principal de nossas loucas experiências.
Culpá-los (aos homens) por suas deficiências? De nada adianta... Somos fênix e
por isso devemos procurar por "homens de verdade" que viva uma situação que você
consiga lidar melhor. Porque homem santo ou perfeito não existe. Elimine os mentirosos e lembre-se que até ficando só temos a companhia de nós mesmas... e cá entre nós, não somos tão fáceis assim e nem sempre tão corretas, por vezes até sozinhas nos machucamos.
Ao menos estando com eles teremos em quem colocar a culpa nos momentos de infelicidade!!!
PS: Essa última é uma boa idéia mas é brincadeirinha, rsrsrsrs

2 comentários:

Mila disse...

Ai Jal, a melhor parte foi a última, por toda a culpa neles, rsrs
Bjs da Mila

Poemas do Jorge Jacinto disse...

Bom dia Jal... realmente o "Mundo Mulher" é uma incógnita de difícil entendimento, mas para que entender o que sempre será mais grato sentir?!
Abraços, Jorge Jacinto.